10.9.05

Para o Daniel*

Sei que há mais do que seis pessoas que me pensam bem
Ouço-as, e que alívio não ouvir com a carne!
Seis, foi até onde cheguei mas não me fico por aqui
Deixo-vos a fazer contas ao tempo em que me esqueceram
Não me despeço porque ainda não encontrei as palavras
Nem uma voz que não vos esfrangalhe em mil bocados
Há mais liberdade aqui, tem de haver
Seis palmos, já é viver?

*Daniel Carvalho, seis anos, Caxias.

1 Comments:

At 11:35 AM, Blogger Carlos Azevedo said...

Há acontecimentos que nos deixam tão profundamente enjoados e enojados que nem conseguimos comentar. Mas devemos perguntar: como é possível que isto aconteça, sem que ninguém o consiga evitar? Como?

 

Post a Comment

<< Home