18.10.05

Filmes

Não me consigo esquecer dos dedos de Romain Duris em De Tanto Bater, o Meu Coração Parou: o filme está todo neles: fortes, arrebatados, febris, doridos, cheios de música e de sonhos não cumpridos.

2 Comments:

At 10:32 AM, Blogger Francisco Curate said...

outros dedos impressionantes são aqueles que aparecem, a dada altura do filme, num documentário que o duris es~tá a ver em casa...

 
At 12:18 AM, Blogger E-clair said...

Pois são mas até causavam aflição de tão longos e elásticos, pareciam não ter ossos nem cartilagens!

 

Post a Comment

<< Home