14.11.05

c&r

Dançar é deixar o corpo ouvir. Desatar a fazer movimentos previamente coreografados no tempo correcto é uma farsa triste; dançar é aceitar que é sempre tudo novo. É fazer regras só para depois as quebrar. É partilhar o poder e o ter numa conversa interminável.
Dançar é ser tod@ ouvidos e estar a braços com um problema insolúvel: querer ser a música!

8 Comments:

At 12:06 AM, Blogger C.S.A. said...

Uma farsa triste, não diria, mas gostei e partilho bastante desta maneira de dizer dançar.

 
At 9:50 AM, Anonymous Zeni said...

"Querer ser a música" - é isso mesmo...

 
At 12:15 AM, Anonymous Anonymous said...

Coreografadas ou improvisadas, as duas formas de dançar são legítimas e aceitáveis! Chamar a coreografada de farsa triste é uma discriminação, é não aceitar que haja quem sinta as coisas doutra forma e que se identifique doutra forma. Haja tolerancia onde não há capacidade de ver além da própria forma de estar de cada individuo.
Ass:Eu Sei Quem Sou!

 
At 10:38 AM, Blogger E-clair said...

O contraste NÃO é entre coreografia e improviso, é entre fazedor@s de passos e amantes do "call&response", é entre serv@s de esquemas e libertador@s de passos... A dança aqui é a dança social, não a dança-espectáculo, obviamente... Não é a coreografia que tira a capacidade de ouvir, pode até ensinar o corpo a ouvir melhor simplesmente porque sabe mover-se de maneiras diferentes. O que tira a capacidade de ouvir, logo de Dançar, é enfileirar passos e sequências que, embora "correctos", tiram à dança o seu fulgor revolucionário da criação!

 
At 1:22 PM, Blogger cbs said...

essa dança de que falas é a mais genuína arte pop.
o fulgor revolucionário da criação, como dizes.

 
At 11:38 PM, Anonymous Anonymous said...

Pra quem está fora do contexto não é assim tão óbvio que estivesses a falar de dança social e não de dança espectáculo! Por vezes as coisas apenas estão na cabeça de quem pensou, e não no que se transmitiu quando se escreveu... E quem nos diz que a dança coreografada não pode ser libertadora também? A tua comparação é bonita mas fácil e previsível...
Ass:Ainda Sei Quem Sou!

 
At 10:14 AM, Blogger manhã said...

É mesmo, fundir-se na música.

 
At 3:58 PM, Blogger Spiritman aka Bacardiman said...

É também uma harmonia da inevitável relação entre corpo e alma...

Bjs mixed by Jameson!

 

Post a Comment

<< Home