11.6.05

Micrótomizando(*) totalitarismos.

Todas as formas de totalitarismo são iguais?
Devo eu ter temer da mesma forma, todos os totalitarismos?
Será que estas perguntas não têm importância?
Eu é que sou ingénuo?

Insisto:
Será que os que advogam a igualdade totalitária entre os homens são comparáveis aos defendem a supremacia totalitária da sua "raça" e "estirpe"?

Sim, a palavra totalitarismo assusta-me. Acções totalitaristas assustam-me ainda mais. Mas confesso que não consigo temer da mesma forma totalitaristas hegemonistas e totalitaristas igualitários. Temo os dois, mas não com a mesma intensidade.

Hoje em dia, quando os fazedores contemporâneos da história passada pretendem fazer equivaler os símbolos nazis aos símbolos comunistas, quando até há no parlamento europeu quem proponha leis para proibir a foice e o martelo, quando até parece crime lembrar que a União Soviética também deu uma “ajudinha” na derrota da Alemanha nazi, quando toda a gente prefere lembrar o pacto inicial entre Hitler e Stalin, mas ninguém se lembra da simpatia que o nazismo tinha, antes da guerra, pela Europa fora, nomeadamente na Inglaterra, nem ninguém se lembra que os EUA ( hoje considerados os grandes heróis) foram preferindo ficar no seu cantinho e não se meterem na pancadaria, até que a pancadaria, por mão japonesa, lhes foi socar o epigastro de ar insuflado , hoje em dia, dizia eu, acho que chegamos ao ponto em que é preciso, para que uma "pequena" diferença possa emergir, realçar só o seguinte:

Stalin é para quase toda a esquerda ( marxista, socialista ou trotskista) um figura que envergonha. O Stalinismo uma mancha, uma patológica degenerescência.

Hitler é e continuará a ser o orgulho, o mestre supremo de fascistas e nazistas.

Essa diferença não é importante?


(*) micrótomo - do Gr. mikrós (pequeno) + tomé (corte)
instrumento para cortar em lâminas finas os tecidos vegetais e animais que vão ser examinados ao microscópio.

1 Comments:

At 10:32 PM, Blogger E-clair said...

É, e também é importante lembrar que eles não foram 2 acidentes da história, que não nasceram da sua própria monstruosidade.

 

Post a Comment

<< Home